Hemangioma capilar orbitário

     O hemangioma capilar da órbita é o tumor vascular benigno mais frequentes na criança. Em 90% dos casos, localiza-se na órbita anterior, e normalmente tem repercussão palbebral visível. Tem uma evolução clínica semelhante aos hemangiomas capilares da pálpebra.

      Estes tumores crescem rapidamente desde o nascimento, e a maioria torna-se visível nas duas primeiras semanas de vida. Por vezes associam-se a outros hemangiomas cutâneos peri-oculares. Tendem a estabilizar o crescimento nos dois primeiros anos, e depois normalmente regridem espontaneamente nos anos seguintes. Assim têm indicação terapêutica se interferem com o eixo visual, podendo causar uma ambliopia(por privação, estrabismo ou astigmatismo).

      Pode ser circunscrito, mas frequentemente envolve as várias estruturas orbitárias (músculos óculo-motores, nervo óptico, glândula lacrimal, etc.).

 

Casos clínicos